Goodbye, 2012

IMG_1584

A Karolina que está escrevendo esse texto, definitivamente não é a mesma Karolina do começo de 2012. Ok, ainda me iludo demais, me apaixono demais, como demais, durmo demais e sou preguiçosa demais. Mesmo o mundo lá fora sendo o mesmo, aqui dentro muita coisa mudou. Falando assim por cima vocês vão achar que tudo permanece da mesma maneira. Mas não. Eu aprendi a aceitar o passado e a deixar ele onde deve estar. Aprendi a fazer cupcakes (yami) e a calar sentimentos. Aprendi a ficar em silêncio e que às vezes não dá pra esquecer certas palavras, e tudo bem. Aprendi a identificar a falsidade de pessoas que até então achava que se importavam mesmo comigo. Aprendi que terapia não é só pra louco e que há outros tipos de problemas fora a fome do mundo, problemas de saúde e solidão. Fiz novas e valiosas amizades. Algumas delas, via internet, mas que tem toda a importância do mundo pra mim. Convivi mais com a família, mas nessa parte, nada mudou. Fiz um ano de cursinho que embora eu ache que não tenha estudado tanto quanto deveria, aprendi muito, mais do que achei que aprenderia. Consegui fazer escolhas certas de vez em quando e aprendi muito com as erradas. Me apaixonei diversas vezes e achei realmente que seriam relações duradouras quando não passavam de semanas. Achei que encontraria a pessoa certa e talvez eu tenha encontrado, ela só não cruzou meu caminho ainda. Achei que perderia meu melhor amigo, mas acabei descobrindo que a nossa amizade é muito maior do que a distância ou nossas brigas constantes. Achei que nunca teria uma melhor amiga de novo, e acabei reencontrando uma, que apesar das diferenças, me fez perceber o quanto amo os meus bons e velhos amigos. Nunca teria imaginado conhecer a Bruna Vieira ou ter um blog que durasse mais de 1 mês.

O fato é que todo ano a gente começa fazendo um milhão de promessas e tentando ao máximo realizar a nossa lista de desejos, metas e objetivos. O que a gente nunca espera é que no meio do caminho alguma coisa mude nosso rumo. A gente tem tanta certeza que vai conseguir que não enxerga o quanto outras coisas, que estão fora da nossa lista e são totalmente imprevisíveis, podem nos fazer feliz. Eu não fui pra faculdade esse ano (um dia não conta) e não saí de casa. Mas é impossível dizer com palavras o quanto eu aprendi com isso. Sim, eu fiquei chateada pelos meus planos não terem dado certo, aliás, pouquíssimas coisas da minha lista, duas ou três, eu consegui cumprir. Eu deveria ficar totalmente frustrada e deprimida com isso, mas não. A vida me pegou de surpresa e me fez ver que há uma infinidade de coisas que a gente quer e não sabe. Me fez ver que às vezes a gente acaba não conseguindo as coisas por falta de correr atrás. Parece realmente clichê, eu tenho que concordar, mas é uma das verdades mais absolutas do mundo. Correr atrás do que se quer. Olhando pra 2012 eu percebo que podia ter feito mais. “E por quê não fez então?”. Você deve estar se perguntando. Não sei. Você pode não aceitar minha resposta, mas é verdade. Eu aprendi muito e tudo mais, mas a verdade é que 2012 me trouxe muitos medos, inseguranças, perdas e pessoas erradas. Escrever esse post está me fazendo pensar. O ano tem 365 dias, mas parece que teve apenas 50. Que são os dias que consigo me lembrar de ter vivido de verdade. Os outros 315 foram só dias que passaram despercbidos. Que acordei por acordar. Que comi por comer. Que vivi sem estar realmente vivendo, só respirando. Deixei passar muita coisa por estar dormindo acordada. Isso vai mudar em 2013.

Esse ano eu quero dormir menos. Aproveitar mais a vida e viver dia por dia, de maneira que eu termine o ano me lembrando de cada um deles. Quero ir pra faculdade. Morar em São Paulo. Fazer o blog virar um blog de verdade. Me apaixonar quantas vezes forem necessárias para encontrar a pessoa certa. Aprender em dobro. Estudar e aprender a cantar (podem rir). Fazer minha tão sonhada viagem pra Nova York. Quero aproveitar a companhia dos meus bons e velhos amigos assim como as dos novos e valiosos. Não vou deixar passar nenhum sonho em vão e vou dar o meu máximo para cumprir todos os itens da minha lista. Pode ser que eu termine o ano escrevendo as mesmas coisas que estou escrevendo agora, mas isso é só daqui 365 dias né? Tem muito chão até lá 😉

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: